11.11.13

AS POTENTES ASAS DE JIZ

[para Janet I. Zimmermann e seu livro*]


Asas de céus... Oh asas instigadas
que brotam quais gorjeios, penas, galhos...
Fazem das vastidões seus agasalhos
e timbram no azul sendas douradas...

Asas de ‘infinitezas’ delicadas
que flertam com as gotículas de orvalhos,
tecendo dos enlevos os atalhos
em paz com a primazia das jornadas.

Asas que inventam ventos, geram seivas,
avearvorizações... paisagens, leivas
por onde brinca o pégaso feliz...

Asas que são vitais |fecundas gemas|
são asas-leves-pássaros-poemas...
Asas transcendentais... Asas de JIZ!

® Rubenio Marcelo
________________
em 04-11-13

















Rubenio Marcelo é membro e secretário-geral da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras 


Nenhum comentário:

Postar um comentário