3.4.13

Dia-cor-de-cinza



dez e meia da manhã
e um galo ao longe
inda canta cinzento.

meu pensamento
e o vento
e trocentos cinzentos
tão 
ou mais 
ou menos
inventam que são dia.

voos azuis
rompem os 
tons de cinza.
esperanço-me, ainda...

Nenhum comentário:

Postar um comentário