14.12.12

quando digo poesia


quando a poesia me se revela
e voa para além do meu finito,
é porque não mais me cabe, no peito...
e
como todo o filho que de casa sai,
deixa um ninho cheio de ar
e a deleitosa sensação de dever cumprido
neste coração mãe-pai...






















JanetZimmermann

Imagem via CONTI outra, artes e afins. Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário