15.8.12

EMBARRO(S)-ME XVI

por trás daqueles olhos
há uma alma
que dança na lua,

que acredita que a alma dela 
e a sua são plumas...

por trás daqueles olhos
há uma alma
que planta poesias 
pra colher passarinhos...

entre aqueles buracos negros,
uma alma sonhadora
viaja e volta ao chão
num piscar de olhos.
e colhe uvas.
e enche cestos.
e as guarda no lugar
de colecionar desejos...

por trás daqueles olhos,
um coração poeta
vive de morrer
de amor...

há uma menina, bem sei,
por trás daqueles olhos,
que inda sonha
em beijar os olhos dum anjo,
pra armazená-los estalados e úmidos,
no lugar de colecionar eternidades...

que seria a mais feliz das felizes,
- ela me cochichou -
pudesse beijar
os olhos daquele poeta dos olhos meninos...


JanetZimmermann
___________________________
Imagem:  Flush Trends - Facebook


Nenhum comentário:

Postar um comentário