13.6.12

AO ALENTO


Imagem: Fazenda Baía Grande 
www.fazendabaiagrande.com.br














Demorei-me trocando vírus
com a azulidade mais bela...
Libertei meus longos suspiros
No vento da anil esfera...

Trouxe um perfume rosado
e um círio da luz mais cara...
Larguei ao alento um desejo rasgado
e um tanto da minha luz mais rara...

Soltei meus sonhos vencidos
e trouxe vários d’ouro tingidos
pras manhãs desalentadas...

E perpetuei canções aladas
cá dentro da minha sede
de inventar poemarada...





Nenhum comentário:

Postar um comentário