9.11.11

VOZ DISTANTE


ouço.
ouço?
será?
já não sei se ouço...
deve ser impressão
ou talvez seja minha fértil imaginação
ouvindo coisas a esta hora da noite...
vai ver é puro exagero
deste coração louco e traiçoeiro...
mas que ouço, ouço o soluçar de uma criança
numa cidade distante
ou perto,
talvez ali,
aqui ao lado,
dentro de mim?
será que ouço mesmo este lamento?
seria uma tristeza provinda da minha incerteza,
ou seria a incerteza brincando
com a minha profunda tristeza?
mais certo que seja meu sonho
chorando em bátegas,
invadindo saudade pra fora do peito...

ouço...

#jiz


Renoir (imagem: www.ricci-arte.biz)


Um comentário:

  1. daqui, dali, d'além, há sempre uma voz distante... d'alguém...de ti, de mim, nem sei...

    ResponderExcluir