25.9.11

FARDOS SUAVES


O segredo que carregas
entranhado nos teus medos,
que é somente teu
e lhe é fardo pesado,
poderá ser leve aos ombros meus,
se algum dia a mim revelá-lo...
Pois deixará de ser só teu,
fará companhia ao meu,
que revelá-lo-ei a ti,
que será teu, também.
E o teu segredo dolorido
será meu muito querido,
e o meu segredo antigo, teu amigo.
E não mais seremos sós...
Seremos uma só leve dor,
dentro daquele Amor Maior.

jiz





Um comentário:

  1. Belíssimo!!!
    Identifiquei-me tanto.
    Há muitos "segredos", oh Deus sabe!
    Dói, mas isso não me torna amarga ou cruel...
    ao contrário, quanto mais doer, mais transformarei em amor, zelo, carinho, ternura e solidariedade.
    Obrigada, Janet(Luz Minha)!
    Te beijo, com amor de irmã.

    ResponderExcluir