31.8.11

POEMINHO



Imagem: Marcelo Bugre



Coraçãozinho de asas passa por mim, 
pipilando, desconfiado...
Zoinho pretinho, fininho,
olha-me ligeirinho...
E me encharca de liberdade
do seu céu d'ouro azuladinho, 
perfume de orvalhinho...
Sinto-me beijada nesse olhar alegrinho.
Não sei por que,
chega dar imenso dó...
É tão lindinho que dói.
Dá um não sei quê de carinho...
Vem, menininho,
não tenhas medo, pequenino,
pois todo o passarinho é um poema,
e todo o poeta é ninho...

jiz


Nenhum comentário:

Postar um comentário