16.6.11

LUA STAR


E sem luar, 
como se 
lhes faltassem o ar, 
as estrelas 
deram-se na escuridão 
a reclamar, 
a tagarelar, 
a suspirar, 
a suspirar...
até formar-se 
uma corrente 
de leveza cósmica 
de lá pra cá...
que nos causou 
um grande desalento, 
uma carência, 
uma saudade...
E dos nossos suspirares telúricos 
formou-se 
uma corrente de leveza...
da terra pro mar.......

[jiz]

Se quiser continuar..... 




...pra cá do além mar!...

Com luar e “flashes” de máquinas!...
Todos, ao mesmo tempo a falar...
"Olha ela lá!!"...
Coisa mesmo dela!
Da Super “Star”!
Vestiu-se da cor do fogo.
E veio sim,
lindamente,
nos cumprimentar…

[Karla Mello]


...e a nos enfeitiçar
com seu brilho astral. 
Super Vaidosa,
girou,
dançou,
cantou
e, olhando o movimento do mar,
avistou
seu próprio brilho vermelho
naquele infinito espelho…
[jiz]

E sussurrou com as estrelas:
"Creio que exagerei na cor!!"...
E as estrelas, de mãos dadas
em volta da linda, linda Lua...
sopravam brisas
com hálitos de notas musicais.
Inebriavam o ar. 
Ahh... tímida Lua rubra...
refletida lindamente
nos espelhos
profundos do mar.
[Karla Mello]


Karlinha, adorável amiga...poetisa do além-mar...sempre me surpreendendo com sua alegre presença! Obrigada, Karinho!! 
[16.06.2011]



2 comentários:

  1. Janet, Jiz, flor...
    Carinho enorme partilhar consigo esta conversinha terna sobre a nossa linda Lua...
    Sempre bom "passear" no teu blog de amores.
    Obrigada sempre... ♥♫♪•♥¸¸.•*¨*•♫♪♥☆•*♥*
    Beijos de LUZ!!

    ResponderExcluir