4.5.11

PLUMINHA

minúscula iridescência
paira
arco-íris no ar...
existe um quê
de abuso
nesse maravilhoso
dom de voar...

leve encantamento
sobe,
desce
e vai
pra frente
e pra trás...
destreza,
magia e beleza
zomba
da nossa arte
de não voar...

paixão sonora,
namora, namora,
avezinha canora!

beijador
beij’a flor,
e bebe o mel...
beija o ar,
e sorve o azul...
beija o sonho
e nutre o amor...

[JanetZimmermann]


 

















Imagem: Roberto Higa

4 comentários:

  1. Zimmermann do céu ! Que Poema Maravilhoso ! Tens uma Sensibilidade Poética Maiúscula !
    Me encanta ver alguém desabrochar tanta beleza, harmonia, suavidade, doçura e empatia com a Natureza.
    A vc toda a minha admiração e carinho.
    Adoro te ver "poeticamente voando", pois teu vôo é deslumbrante. Abraços de Cássia-MG.

    ResponderExcluir
  2. é uma poesia simples que se torna essencial depois de lida, gostei muito! e as fotos são 10!

    ResponderExcluir
  3. Janet, lindo o poema, adorei.Paixão sonora,
    namora, namora,
    avezinha canora!
    Beija-flor
    beija a cor,
    e bebe o mel...
    Beija o ar,
    e sorve o azul...
    Beija o sonho,
    E nutre o amor..
    Lindo, amei

    ResponderExcluir
  4. Roubei outra vez; porq é muito lindo!!!

    ResponderExcluir