26.4.11

azulAr




Hoje preciso de um azul.
De um profundo azul, azul...

Que me decomponha

em sua própria infinitude,
para que possa esvanecer-me
da hipocrisia mundana
que tem provocado tanta dor,
desunião, desconfiança,  
desamor...
Necessito urgentemente de um azul!
Dai-me um azul que transpasse
ao blue universal,
onde eu possa diluir-me ao ar
do azul astral,
na 
solidão 
prazerosa
do 
imensurável
que esvazia a mente
da mesquinhez anã
e suas preocupações  
tão desnecessárias e malsãs,
plasmadas no orgulho,
na vaidade, no egoísmo,
na falta de verdadeiro amor,
para que eu possa voltar
mais leve, alegre
e verdadeira...
mais mãe,
mais irmã,
mais amiga,
mais mulher...
livre do coração endurecido
pelas amarguras
coletivas do mundo...
para que possa trazer comigo
uma centelha de divinizante
oração do Olhar Maior
de plena paz,
para que eu possa
voltar a amar...

[jiz]



Nenhum comentário:

Postar um comentário