25.3.11

POESIA PARA DEUS






 Pai,
Meu Pai,
Quanto te amo!
Venho oferecer-Te 
esta poesia-oração,
Uma homenagem singela
Em forma de comunhão.
Na ânsia pela Verdade,
Procura gemida, chorada,
Roguei a Ti, Rei dos Reis,
Por uma prova divina...
No mesmo instante senti
A Tua aliança eterna,
Um arco-íris de luz,
A nossa herança em Ti,
Dentro da Bíblia sagrada.
Quanta emoção eu vivi!
Te descobri em Jesus,
Amor dos amores na terra,
Cristo carneiro imolado.
Reconheço Senhor,
Teu santo existir alado
Pois desde menina sentia
Etérea “presença” ao meu lado.
Neste planeta sangrento,
Rios e rios de lágrimas,
Sei que de longe habitas
Nossos lugares sagrados.

[jiz]

“Eis que habitavas dentro de mim e eu te procurava do lado de fora!”
[Santo Agostinho]





Nenhum comentário:

Postar um comentário