25.3.11

NAU POÉTICA

Num lampejo,
Num sutil pensar, pulsar,
Suave como num beijo
Sou palavra, poesia,
Dom, sagrado lugar.

Cantantes versos, sonetos,
Rimas primas a bailar,
Borbulhante festa onde habito,
Neste breve e intenso lar.

Luar mais que encantado,
Meu prateado namorar,
Sonho, navio ancorado,
Romântica nau-morar.


[jiz]


Nenhum comentário:

Postar um comentário