26.3.11

2 DE MARÇO


hoje completo

mais um março

das minhas manhãs
manhãs, manhãs, manhãs...
manhãs primevas
de primaveras
manhãs de sol
manhãs deleite
de leito
de todos os dias
de todos os ais
manhãs malsãs
divãs
janelas
ruas e lojas
à minha frente
manhãs luminosas
vivas, ardentes
soltas, leves
manhãs coletivas
descalças
enamoradas
manhãs maternas
filhas, filhas, filhas...
amarrotadas
desbotadas
jovens manhãs
coloridas, tropicais
manhãs dos lábios unidos
manhãs perfumosas,
eróticas
deusas apaixonadas
manhãs
minhas irmãs
janelas
manhãs de espelhos
manhãs de outrora
idas manhãs
que pra trás deixaram
vozes lembranças
velas apagadas
manhãs fechadas
temerosas
manhãs chorosas
dos mais puros sentimentos
chuvas, chuvas, chuvas...
sábias
ricas
místicas manhãs
juro
que amanhã de manhã
começarei vida nova
na manhã verdadeira
esmeralda
manhãs generosas
caridosas
imateriais
manhãs que não voltam
jamais
fugidias manhãs
de doce orvalho
frias pedras
manhãs geladas de neve
devaneios
em que me desconheço
manhãs filosóficas
café com pão
letras, jornais, mamão
rotineiras manhãs
desiguais
vãs manhãs
mas
infeliz de quem
não conheceu
dourada manhã.
Amanhã...   [jiz]


Nenhum comentário:

Postar um comentário